PRODUTOS

Miomas Uterinos Esmya ®
Folheto Informativo
Nome ComercialDCI/ Dosagem/ Forma Farmacêutica e ApresentaçãoIndicação terapêuticaEmbalagem
Esmya ®Acetato de Ulipristal 5 mg
Comprimidos
Embalagem 28 Comprimidos
Esmya® é indicado para tratamento pré-operatório de sintomas moderados a graves de miomas uterinos em mulheres adultas em idade reprodutiva.
FOLHETO INFORMATIVO: Informação para o utilizador
Esmya 5 mg comprimidos

Acetato de ulipristal


Leia com atenção todo este folheto antes de utilizar este medicamento, pois contém informação importante para si.
  • Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
  • Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
  • Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.
  • Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Ver secção 4.

O que contém este folheto:
  1. O que é Esmya e para que é utilizado
  2. O que precisa de saber antes de tomar Esmya
  3. Como tomar Esmya
  4. Efeitos secundários possíveis
  5. Como conservar Esmya
  6. Conteúdo da embalagem e outras informações

1. O que é Esmya e para que é utilizado
Esmya contém a substância ativa acetato de ulipristal. É utilizado para tratar sintomas moderados a graves de miomas uterinos que são tumores não cancerosos do útero.
O Esmya é utilizado em mulheres adultas (com mais de 18 anos) antes de atingirem a menopausa, que necessitem de uma cirurgia para os miomas.

Em algumas mulheres, os miomas uterinos podem causar fortes hemorragias menstruais (o 'período'), dores pélvicas (desconforto na barriga) e causar pressão nos outros órgãos.

Este medicamento atua modificando a atividade da progesterona, uma hormona que ocorre naturalmente no corpo. É utilizado no máximo durante 3 meses continuamente (este tratamento de 3 meses pode ser repetido uma vez) para reduzir o tamanho dos miomas, para impedir ou reduzir a hemorragia e para aumentar a quantidade de glóbulos vermelhos, antes da cirurgia.

2. O que precisa de saber antes de tomar Esmya

Deve saber que a maior parte das mulheres não têm hemorragia menstrual (período) durante o tratamento e até algumas semanas depois.

Não tome Esmya
  • se tem alergia ao acetato de ulipristal ou a qualquer outro componente de Esmya (indicados na secção 6).
  • se estiver grávida ou se estiver a amamentar.
  • se tiver hemorragia vaginal não causada por miomas uterinos.
  • se tiver cancro do útero, do colo do útero, dos ovários ou da mama.


Advertências e precauções
  • Se presentemente está a tomar um contracetivo hormonal (por exemplo, a pílula) (ver "Outros medicamentos e Esmya") deverá utilizar um método contracetivo de barreira fiável (como, por exemplo, um preservativo) enquanto tomar Esmya.
  • Se tiver alguma doença do fígado ou dos rins, informe o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Esmya.
  • Se tiver asma grave, o tratamento com o Esmya pode não ser adequado para si. Deve falar com o seu médico sobre isto.

O tratamento com o Esmya leva, normalmente, a uma redução significativa da perda de sangue menstrual (o seu 'período') ou pode até interrompê-la nos primeiros 10 dias de tratamento. Todavia, se continuar a experienciar hemorragia excessiva consulte o seu médico.

O seu período deve regressar habitualmente dentro de 4 semanas após o tratamento com o Esmya ser interrompido. O revestimento do útero pode aumentar de espessura ou alterar-se em resultado de tomar o Esmya. Estas alterações voltam ao normal depois de o tratamento ser interrompido e o seu período regressar.

Crianças e adolescentes
O Esmya não deve ser tomado por crianças com menos de 18 anos.

Outros medicamentos e Esmya
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente, ou se vier a tomar outros medicamentos.

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar algum dos medicamentos abaixo indicados, uma vez que estes medicamentos podem afetar o Esmya ou ser afetados pelo Esmya:
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar o coração (por ex., digoxina).
  • Determinados medicamentos utilizados para prevenir acidentes vasculares cerebrais e coágulos (por ex., dabigatrano etexilato).
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar a epilepsia (por ex., fenitoína, fosfenitoína, fenobarbital, carbamazepina, oxcarbazepina, primidona).
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar a infeção por VIH (por ex., ritonavir, efavirenz, nevirapina).
  • Medicamentos utilizados para tratar determinadas infeções bacterianas (por ex., rifampicina, telitromicina, claritromicina, eritromicina, rifabutina).
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar infeções fúngicas (por ex., cetoconazol, exceto champô, itraconazol).
  • Medicamentos à base de plantas que contenham hipericão (Hypericum perforatum), utilizados para a depressão ou ansiedade.
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar a depressão (por ex., nefazodona).
  • Determinados medicamentos utilizados para tratar a hipertensão (por ex., verapamilo).

É provável que o Esmya torne alguns contracetivos hormonais menos eficazes. Para além disso, também é provável que contracetivos hormonais e progestagénios (por ex., noretindrona ou levonorgestrel) tornem o Esmya menos eficaz. Por conseguinte, não são recomendados contracetivos hormonais e deverá utilizar um método contracetivo de barreira fiável como o preservativo durante o tratamento com o Esmya.

Esmya com alimentos e bebidas
Deve evitar beber sumo de toranja durante o tratamento com Esmya.

Gravidez e amamentação
Não tome Esmya se estiver grávida. O tratamento durante a gravidez pode afetar a sua gravidez (não se sabe se o Esmya pode prejudicar o seu bebé ou se pode provocar aborto). Se ficar grávida durante o tratamento com o Esmya, deve parar de tomar Esmya imediatamente e falar com o seu médico ou farmacêutico.

É provável que o Esmya torne alguns contracetivos hormonais menos eficazes (ver "Outros medicamentos e Esmya"). O Esmya passa para o leite materno. Por conseguinte, não amamente o seu bebé enquanto estiver a tomar Esmya.
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas
O Esmya pode causar tonturas ligeiras (ser a secção 4 "Possíveis efeitos secundários"). Não conduza nem utilize quaisquer ferramentas ou máquinas caso tenha estes sintomas.


3. Como tomar Esmya

Tome este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
A dose recomendada é um comprimido de 5 mg por dia, durante um período máximo de 3 meses. Este tratamento de 3 meses pode ser repetido uma vez. Se lhe tiver sido receitado um segundo período de tratamento de 3 meses com Esmya, deve iniciá-lo o mais cedo possível durante o segundo período menstrual após a conclusão do primeiro tratamento.
Deve começar sempre a tomar Esmya na primeira semana do seu período menstrual.
O comprimido deve ser engolido com água e pode ser tomado com ou sem alimentos.

Se tomar mais Esmya do que deveria
A experiência com Esmya quando são tomadas várias doses de uma só vez é limitada. Não existem notificações sobre efeitos prejudiciais graves resultantes da ingestão simultânea de várias doses deste medicamento. Em todo o caso, consulte o seu médico ou farmacêutico se tomar mais Esmya do que deveria.

Caso se tenha esquecido de tomar Esmya
Se se esqueceu de uma dose há menos de 12 horas, tome-a assim que se lembrar. Se se esqueceu de uma dose há mais de 12 horas, salte o comprimido esquecido e tome apenas um comprimido como habitualmente. Não tome uma dose a dobrar para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.

Se parar de tomar Esmya
O Esmya pode ser tomado todos os dias durante um período máximo de 3 meses continuamente. Não deixe de tomar os comprimidos sem aconselhamento do seu médico, mesmo que se sinta melhor, uma vez que os sintomas podem voltar a surgir.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.


4. Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Efeitos secundários muito frequentes (podem afetar mais do que 1 em cada 10 pessoas):
  • redução ou ausência de hemorragia menstrual (amenorreia)
  • espessamento do revestimento do útero (espessamento do endométrio).

Efeitos secundários frequentes (podem afetar 1 em cada 10 pessoas):
  • dor de cabeça
  • sensação de andar à roda (vertigens)
  • dor de estômago, mal-estar (náuseas)
  • acne
  • aumento da transpiração
  • dor muscular e dos ossos (musculosquelética)
  • saco de fluido nos ovários (quisto ovárico), dor/sensibilidade mamária, dor abdominal inferior (pélvica, dor de barriga), hemorragia do útero (hemorragia uterina)
  • afrontamentos
  • inchaço devido a retenção de líquidos (edema)
  • cansaço (fadiga)
  • aumento do colesterol no sangue visto em análises ao sangue.

Efeitos secundários pouco frequentes (podem afetar até 1 em cada 100 pessoas):
  • ansiedade
  • alterações do humor
  • tonturas
  • hemorragia nasal
  • indigestão, boca seca, inchaço (gases), prisão de ventre
  • perda de cabelo, pele seca
  • dor de costas
  • perda de urina
  • rompimento do saco de fluido nos ovários (quisto ovárico)
  • corrimento vaginal, hemorragia vaginal anormal
  • inchaço da mama, desconforto mamário
  • cansaço extremo (astenia)
  • aumento de peso
  • aumento da gordura (triglicéridos) no sangue observado em análises ao sangue.

Comunicação de efeitos secundários
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Também poderá comunicar efeitos secundários diretamente através do sistema nacional de notificação mencionado no Apêndice V. Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.


5. Como conservar Esmya

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.

Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso na embalagem exterior e no blister após VAL. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.

Manter o blister dentro da embalagem exterior para proteger da luz.

Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.


6. Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Esmya
  • A substância ativa é acetato de ulipristal. Um comprimido contém 5 mg de acetato de ulipristal.
  • Os outros componentes são celulose microcristalina, manitol, croscarmelose sódica, talco e estearato de magnésio.

Qual o aspeto de Esmya e conteúdo da embalagem
O Esmya é um comprimido branco a branco sujo, redondo, curvo de 7 mm gravado com o código "ES5" numa face.
O Esmya está disponível em blisters Alu-PVC/PE/PVDC em embalagens que contêm 28, 30 e 84 comprimidos.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.


Titular da Autorização de Introdução no Mercado e Fabricante

Gedeon Richter Plc.
1103 Budapest,
Gyömrői út 19-21
Hungria

Fabricante:
Cenexi
17, rue de Pontoise
F-95520 Osny
France

Gedeon Richter Plc.
Gyömroi út 19-21.
1103 Budapest
Hungria

Este folheto foi revisto pela última vez em 06/2014

Outras fontes de informação Está disponível informação pormenorizada sobre este medicamento no sítio da internet da Agência Europeia de Medicamentos: http://www.ema.europa.eu